Celebridades

A confecção dos Brothers

 

Muitos foram os Brothers que choraram ontem no Confessionário, após uma íntima, abrangente e longa conversa que tiveram com o Big Brother.

O Brother Rui emocionou-se mais uma vez ao falar da família: “Sinto saudades da minha Bigú e do meu filhote Marcelo, mas não quero falar mais sobre eles porque sempre que o faço, choro e não quero que o meu filho me veja a chorar. Sou muito mimoso, e como já perdi o meu pai, apenas canalizo as minhas energias para o meu filho, por isso, digo que os amo muito e que sinto a falta deles”.

Já Nany, confidenciou ao Big que é órfã de pai e mãe, e que por isso, ela e os irmãos ficaram muito unidos desde então: “Estou na Casa do Big Brother pelos meus irmãos, pela minha formação académica que a minha mãe sempre primou e sobretudo pela minha sobrinha Joseana. Desde a morte da nossa mãe, que procuramos nos unir e acima de tudo tentamos ficar mais fortes. A minha família é unida, nós batalhamos para que as coisas dessem certo. Por isso, quero dizer que estou aqui por todos eles, que os amo de coração e com muitas saudades”.

O Bito pouco ou nada falou sobre a sua famíla, referiu que sente saudades dela, mas que por hora prefere estar na Casa e chegar até a final é um dos seus grandes desejos.

Quanto ao Yasha, afirmou que sente falta da mãe, da irmã e dos sobrinhos, bem como da namorada Cacau: “Sinto falta dos disparates da minha mãe, quero que saibas que mesmo longe de ti, estou perto mãe, prepara o meu quarto! Sinto saudades da chata da minha irmã, dos meus Brothers e dos companheiros de produtora. Dos meus sobrinhos também, eles gozavam comigo e chamavam-me de tio Tony gordinho e isso me faz falta”.

Para a namorada, o Yasha falou o seguinte: “Delfina, cuida-te e pensa bem no que queres, porque o sentimento que tenho por ti é puro e bem forte!”

O Essm falou com carinho da família, mas não chegou a chorar de facto: “Eu cresci muito doente enquanto criança, desde que nasci até aos seis anos só via a minha mãe em todo o lugar que fosse. Se não estivesse a rezar, estava a fazer outra coisa, mas sempre comigo ao colo. A minha mãe é a minha força motriz. Ela ensinou-me a respeitar o próximo e a ser humilde. Amo muito a minha mãe e sobretudo os meus irmãos e sobrinhos”.

Mas foi o Larama que derreteu os corações de quem o viu e ouviu a falar da sua família e do seu grande amor Sandra: “Estou triste com a saída da Sandra, sinto falta da companhia dela. Ficamos muito tempo juntos e de repente ela sai assim! Ontem nem consegui lhe dar um abraço, porque fiquei sem chão. Só agora me apercebi que gosto muito mais dela do que alguma vez imaginei. Sinto falta da minha família, dos meus irmãos e tios também, mas principalmente dos momentos que passámos juntos em sentadas e tudo mais”.

E acrescentou: “Estou apaixonado pela Sandra, sinto que o amor, carinho e paixão que tenho por ela são verdadeiros. Não acredito que alguém a vá fazer mais feliz que eu”!

 

Similar Posts