"A governação angolana não está católica, protestante ou muçulmana, está perdida”, diz Justino Pinto de Andrade
Destaque | Sociedade

“A governação angolana está perdida”, diz Justino Pinto de Andrade

O deputado Justino Pinto de Andrade, disse durante uma entrevista à DW África, que a governação angolana não está católica, protestante ou muçulmana, está perdida. O deputado falou também sobre o acto bárbaro em Cafunfo e pediu uma investigação da ONU.

"A governação angolana não está católica, protestante ou muçulmana, está perdida”, diz Justino Pinto de Andrade

Durante a entrevista, o deputado analisou os últimos acontecimentos na região de Cafunfo.

“É um ato horrível. Ainda por cima com invenção. O que é mais grave não é só o facto de se ter morto as pessoas, o que é mais grave é ter se encontrado um enredo para justificar aquele acto bárbaro”, afirmou Justino de Andrade.

Ademais, foi questionado se já era momento do Presidente João Lourenço se pronunciar sobre este caso.

"A governação angolana não está católica, protestante ou muçulmana, está perdida”, diz Justino Pinto de Andrade

No entanto, o deputado da CASA-CE respondeu com bastante firmeza e confiança.

“Já passou o tempo. Ele devia ter-se pronunciado logo no mesmo dia. Nos países democráticos, os chefes de Estado quando têm conhecimento de situações deste género, eles imediatamente se pronunciam:”

Similarmente, defendeu a intervenção da ONU para uma investigação independente sobre o caso Cafunfo.

“Devia-se exigir das mais altas instâncias internacionais um inquérito rigoroso, feito por pessoas sérias, para nós tomarmos conhecimento de tudo quanto aconteceu, penalizar essas pessoas que comentaram aquele crime e os responsáveis políticos”. Conclui.

Uma vez que está aqui, veja também:

A governação angolana não está católica, protestante ou muçulmana. Está perdida”, diz Justino Pinto de Andrade

Entretanto

Similar Posts