Angolanos recém-graduados em Cuba clamam por ajuda "queremos regressar"
Sociedade

Angolanos recém-graduados em Cuba clamam por ajuda “queremos regressar”

“Queremos regressar” dizem repetidamente os estudantes angolanos recém-graduados em Cuba que têm vindo a passar por diversas dificuldades nos últimos três meses e não têm resposta das autoridades competentes.

Um grupo enorme de estudantes está “preso” em Cuba e a viver sob condições deploráveis há cerca de três meses.

Já cansados de sofrer, os estudantes tiveram de dar a cara para clamar por ajuda, pois, os representantes institucionais nada lhes dizem.

Angolanos recém-graduados em Cuba clamam por ajuda "queremos regressar"

As informações têm sido dadas de forma pouco fidedigna, tendo em conta que nada do que lhes foi prometido, se cumpriu.

Os recém-graduados terminaram os seus estudos em julho deste ano, e desde então desejam voltar para casa.

Na época disseram-lhes que isso aconteceria no dia 28 de agosto, e até chegaram a ser submetidos a exames.

No entanto, a data passou, e nada de viagem.

Posteriormente, a partida de Cuba para Angolana foi remarcada para 11 de setembro.

Porém, a história se repetiu e até hoje os estudantes se encontram em Cuba.

Estes reclamam que na altura da alegada primeira viagem doaram as suas coisas.

Por isso, estão sem ventiladores, roupas e outros utensílios.

Agora há cerca de três meses lá e quase sem nada, os estudantes desejam voltar para Angola mais que tudo, pois, carecem de tudo um pouco.

Uma vez que aqui está, veja também:

Angolanos recém-graduados em Cuba clamam por ajuda “queremos regressar” no entanto

Similar Posts