Músico Flay alerta seu colegas a serem mais profissionais
Celebridades | Destaque

“Ser artista profissional não é só gravar música” Flay

O músico Flay esteve ontem, quinta-feira 26, no programa Zap News, abordando sobre assuntos ligados à música e frisou que ser artista profissional não é só gravar música.

Longe dos palcos por muito tempo, Flay foi um dos grandes nomes da música angolana que marcou uma geração com os seus grandes sucessos.

O músico foi convidado para sentar no sofá mais famoso de Angola, para falar da sua carreira e o porquê da ausência.

“Quando saí da minha terra Benguela, Catubela, para vir a Luanda, eu vim já com a minha lição estudada”.

Eu sabia quais são os meus objectivos por isso, é que eu sou um dos primeiros da minha geração, eu já entrei os Versáteis como banda, mas ainda estava a unir-se”.

“Encontrei a banda Voz Negra, havia a banda da Clelia sambo, eu cheguei, esse paradigma de cantor e sua banda, é meu”

“Todos esses artista que depois passaram a ter banda, passaram pela minha banda, estás a ver, eu vim com uma lição bem estudada, porque ser artista profissional não é só gravar música”

“Eu quando estava em Benguela ensaiava bidiário. Escrevi o “Doçura” aos 27 anos, gravei a música em 1992″, revelou o benguelense.

Opinião do internauta sobre aparição de Flay:

“Puxas de repente, lembrei-me de como ele reencontrou a mãe nação coragem*ponto de reencontro que Deus te abençoe”.

Similar Posts