Celebridades

Carlos Morais e Eduardo Mingas entre os 10 jogadores mais destacados de África

A equipa editorial da Federação Internacional de Basquetobol Associado, FIBA África, adicionou Carlos Morais, extremo-base de 1,93 metros e Eduardo Mingas, poste de 1,98 metros como parte da lista dos dez jogadores africanos mais destacados ao serviço das selecções e de clubes da última década.

Segundo o site da FIBA, eram 55 atletas africanos que foram reduzidos a 10.

Os critérios para a escolha foram a conquista de títulos colectivos.

Bem como pelas as performances individuais alcançadas por cada atleta ao longo da década em referência.

“Não foi uma tarefa fácil escolher dez jogadores de uma lista de 55, que poderiam facilmente fazer parte desse grupo em particular” podia ler-se na edição.

Na publicação, os atletas não foram enumerados de melhor ao menor.

Apesar disso, teceram vários elogios aos jogadores angolanos.

Conforme pode ler-se abaixo:

“Podemos realmente falar sobre o basquetebol angolano nos últimos anos sem mencionar Morais? Provavelmente não. Jogador mais valioso (MVP) do Afrobasket´ 2013, foi fundamental para a sua selecção na última década. Angola tem apenas um dos quatro últimos campeonatos africanos, mas ele é um jogador fantástico – e foi nomeado três vezes para o cinco ideal do Torneio em 2011, 2013 e 2015”, disseram os profissionais daquela instituição sobre Carlos Morais.

Por outro lado, Eduardo Mingas foi também reconhecido pelo seu sucesso no Afrobasket e não só:

“Um poste com coração de guerreiro e foi assim que terminou a última década. Quatro vezes campeão do Afrobasket, testemunhou o sucesso e o declínio de Angola.

Eduardo Mingas foi nomeado Jogador Mais Valioso (MVP) da Taça dos Clubes Campeões Africanos em 2014, depois de ajudar o Recreativo do Libolo a erguer o primeiro troféu continental. Em 2019, aos 40 anos, levou o 1º de Agosto à coroa da mesma competição, por sinal, a última no formato anterior. O seu desempenho permitiu-lhe ser nomeado MVP”.

Carlos Morais e Eduardo Mingas entre os 10 jogadores mais destacados de África

Ademais, o basquetebolista Armando Costa mereceu a menção honrosa da FIBA-África.

Esta que o cita como “um experiente organizador de jogo, pois, ajudou o seu clube 1º de Agosto a ganhar cinco títulos da Taça dos Clubes”.

Carlos Morais e Eduardo Mingas entre os 10 jogadores mais destacados de África

Carlos Morais e Eduardo Mingas entre os 10 jogadores mais destacados de África

A saber que a publicação foi dividida em parte um e dois.

A primeira lista engloba na primeira lista Carlos Morais, 34 anos (Angola), Al Farouq Aminu e Ike Diogu, 29 e 36 anos (Nigéria), Salah Mejri, 34 (Tunísia) e Souleyman Diabate, 32 (Costa do Marfim).

Na parte dois estão Eduardo Mingas, 41 anos (Angola), Gorgui Dieng, 30 (Senegal), Makram Ben Romdhane, 31 (Tunísia), Abdelali Lahrichi, 27 (Marrocos) e Chamberlain Oguchi, 34 (Nigéria).

Uma vez que está aqui, saiba mais sobre os seguintes temas:

Carlos Morais é jogador com o segundo “Melhor Afundanço” do mundo

Bastos Quissanga entre os melhores jogadores africanos na Europa

Similar Posts