Carlos Santana defende que a liamba não é droga, é remédio.

0
O músico mexicano Carlos Santana causou polêmica novamente com seus comentários sobre a liamba. Para o artista de 67 anos, a erva não é uma droga e sim um remédio.
Santana, que lançou recentemente sua primeira biografia chamada The Universal Tone. Bringing My Story to Light, que dedicou à sua mãe Josefina Santana, foi questionado se fica drogado durante seus shows, mas respondeu:
“Drogado não, iluminado sim. A droga é feita pela pessoa que a consume. A liambanão é droga, é medicina”, explicou.
O guitarrista acaba de lançar o livro que conta a sua história e afirmou que a intenção não é ganhar dinheiro, e sim levar inspiração às pessoas que precisam.
Comenta Agora!