Lionel Messi
Destaque

Cinco motivos para Messi ser eleito o melhor do mundo

Não é surpresa para ninguém que Lionel Messi é o favorito  para a conquista do titulo de melhor jogador do mundo  em 2015.

Depois de 2012, Messi assistiu o seu rival Cristiano Ranaldo a ser eleito duas vezes consecutivas como melhor do mundo. Mas o ano de 2015 para o Angentino so deu alegria.

Veja cincos motivos para ele ser considerado melhor do mundo em 2015:

Estrela da melhor equipa do mundo

O Barcelona foi o melhor time de 2015, com as conquistas de Liga dos Campeões, Mundial de Clubes, Espanhol e Copa do Rei. E Messi, apesar do crescimento de Neymar e Suárez, Messi continua sendo o principal jogador e a referência da equipe catalã. Assim, se Messi é o melhor jogador do melhor time do mundo, é natural que seja também o melhor jogador do mundo.

Solidariedade

Messi pode até ter feito menos golos que Cristiano Ronaldo em 2015, mas supera (e muito) o português e também Neymar, o outro finalista do prêmio, no número de passes para golos. Generoso, deu 31 assistências para seus companheiros marcarem no ano passado, contra 22 do seu companheiro brasileiro de ataque e 18 de CR7.

A jogada do ano

Era semifinal da Liga dos Campeões, o reencontro do Barcelona com Pep Guardiola e Messi tinha pela frente Boateng, um dos melhores zagueiros do mundo. Com um simples drible, o argentino fez o alemão despencar no chão. Depois, concluiu bem ao seu estilo, com um toque por cima do goleiro.

Oportunista

A jogada citada acima coroou a melhor atuação de Messi em 2015. E ela veio justamente na partida mais esperada (e talvez a mais importante do ano). Com dois gols e uma assistência, o argentino fez o Barcelona derrotar o Bayern por 3 a 0 no jogo de ida da semifinal da Liga dos Campeões e praticamente garantiu a ida do time espanhol para a final.

Adaptação

Messi, que  viveu os melhores momentos de sua carreira atuando como um falso 9 e estava um pouco manjado nos últimos anos, mudou sua forma de jogar para voltar a ser o melhor do mundo. No tridente ofensivo que faz com Neymar e Suárez, deixou a faixa central do ataque para o lado direito, onde começou a carreira. Também passou a recuar mais para ajudar na armação das jogadas, suprindo a ausência de Xavi no Barcelona.

Similar Posts