O afro-americano George Floyd morreu nessa segunda-feira(25) asfixiado pelo joelho de um polícia, o facto tem desencadeado uma onda de protestos em Mineápolis, nos Estados Unidos, o presidente do país, pronunciou-se hoje sobre o assunto no Twitter, referindo que alguns actos no protesto poderão ser respondidos com tiroteios pelo exército. A rede social apagou o tweet de Donald Trump alegando “incitação à violência”.

A morte de George Floyd chocou o mundo e criou revolta entre as massas que decidiram protestar.

Os protestos em Mineápolis, cidade onde Floyd morreu, tem sido marcados por violência, pilhagens e edifícios a arder.

Trump utilizou a sua rede social favorita para abordar esse sensível assunto.

O presidente dos EUA tweetou que o exército está pronto para apoiar o governador do estado de Mineápolis.

E escreveu que “quando as pilhagens(saques ou roubos) começam, os tiroteios começam”.

Sugerindo que se continuassem os roubos durante os protestos, haveriam tiroteios.

A mensagem não caiu nas graças de muita gente, incluindo da própria rede social, representada por Jack Dorsey, o fundador.

Donald Trump fala sobre protestos pela morte de George Floyd e Twitter apaga seu post

Donald Trump fala sobre protestos pela morte de George Floyd e Twitter apaga seu post

O Twitter apagou a publicação por esta estar a “glorificar a violência”.

Porém, apesar de ter sido apagada, está disponível para ser vista, pois, a rede social alega que pode ser de interesse público.

Entretanto, não é possível comentar, partilhar ou fazer “gosto”.

“Pode ser do interesse público que este tweet continue acessível”,

explicou o twitter.

Donald Trump fala sobre protestos pela morte de George Floyd e Twitter apaga seu post

No entanto, não é a primeira vez nessa semana que Trump e Twitter entram em choque.

Na terça-feira(26), a rede social alertou pela primeira vez que dois tweets de Trump poderiam ser fake news.

Certamente, o presidente não gostou da intervenção da rede social o que o fez emitir um decreto presidencial na quinta-feira(28), sobre “prevenção da censura online”.

O documento autoriza os reguladores federais a penalizarem as empresas que exploram a Internet, pela forma como “policiam” os conteúdos da web.

Donald Trump fala sobre protestos pela morte de George Floyd e Twitter apaga seu post

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.