Após piratas informáticos terem invadido e roubado as informações do escritório de advocacia Grubman Shire Meiselas & Sacks, várias figuras públicas estão ameaçadas, Drake, Nicki Minaj, The Weeknd fazem parte desta lista e têm os seus segredos nas mãos de hackers que exigem milhões para não divulgarem os dados.

A empresa do advogado Allen Grubman representa um dos maiores nomes do entretenimento internacional.

Os responsáveis pela empresa Grubman Shire Meiselas & Sacks fizeram saber recentemente que foram vítimas de um ataque cibernético.

“Podemos confirmar que fomos vítimas de um ataque cibernético.

Notificamos os nossos clientes e a nossa equipa.”

Comunicou a empresa

Os seus clientes são, nada mais, nada menos, que artistas como Mariah Carey, Nicki Minaj, Ella Mai, Drake, Madonna, The Weeknd e muito mais.

Drake, Nicki Minaj, The Weeknd têm os segredos nas mãos de hackers

Os hackers REvil (também conhecidos como Sodinokibi) dizem que conseguiram adquirir 756 gigabytes de dados do escritório de advocacia.

Nesses dados há informações confidenciais dos famosos acima citados.

E como prova de que estão a falar a verdade, os hackers mandaram uma captura de ecrã(screenshot) de um contrato de turné da Madonna.

Em forma de chantagem, os piratas informáticos exigem 21 milhões de dólares para não divulgarem os dados confidenciais de cada um dos famosos.

A saber que o avultado valor equivale a 11 mil milhões de kwanzas.

Ademais, os hackers divulgaram outra imagem, desta vez, esta mostra pastas com o nome de alguns dos clientes do escritório.

A imagem mostra a organização dos arquivos roubados, conforme explicam os hackers.

Drake, Nicki Minaj, The Weeknd têm os segredos nas mãos de hackers

No entanto, a empresa garantiu que está a trabalhar diariamente para que se resolva esse problema:

“CONTRATAMOS ESPECIALISTAS DO MUNDO ESPECIALIZADOS NESSA ÁREA

E ESTAMOS A TRABALHAR 24 HORAS POR DIA

PARA RESOLVER ESSES PROBLEMAS. ”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.