A Embaixada do Brasil em Luanda promoveu na passada quinta-feira (24) em homenagem ao Brazilian Meat Day – Dia da Carne Brasileira, na churrascaria Esplanada Grill de Luanda.

Ademais, contou com o apoio do Ministério das Relações Exteriores do Brasil (Departamento de Promoção do Agronegócio).

Igualmente da Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes Bovinas (ABIEC) e da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA).

Entretanto, evento teve como objetivo, apresentar a qualidade das carnes brasileiras para o mercado angolano.

Sobre o Brazilian Meat Day – dia da carne brasileira

O evento teve inicio com breve conferência que contou com apresentações da:

Embaixada do Brasil, do representante da Associação Brasileira de Proteína Animal e das seguintes empresas exportadoras brasileiras:

JBS, BRF e Frigosul.

Foi no entanto, uma oportunidade para conhecer melhor o grande segmento da agroindústria brasileira e o seu compromisso incondicional com qualidade.

Após a conferência, os convidados tiveram momentos de degustar diversos itens da linha de produtos de exportação.

Como a picanha e a fraldinha, além de produtos industrializados como linguiças, empanados, entre outros.

O coquetel foi também ocasião para confraternização e “business networking”.

Sobre Brasil

Todavia, Brasil é o maior exportador de carne bovina do mundo.

Em 2018, o país registou o recorde mundial no volume de carne bovina exportada – 1,64 milhão de toneladas.

O que representou crescimento de 11% em relação a 2017 de acordo com dados da ABIEC.

Contudo, o país é também o maior exportador mundial de carne branca (frango) e o segundo maior produtor com 4,32 milhões de toneladas exportadas em 2017 segundo dados da ABPA.

E não só de frango, o país também é o quarto maior produtor e exportador em todo o mundo de carne suína.

Parceria de Brasil e Angola/luanda

O Brasil é um parceiro histórico de Angola.

O agronegócio brasileiro não oferece apenas a melhor opção a menores custos para o consumidor angolano, como é também fonte de investimentos produtivos em Angola.

Decerto, cada vez mais empresários brasileiros dedicam a sua atenção ao potencial da agropecuária angolana.

A indústria exportadora de carnes também produz e exporta, muitas vezes, material genético, como animais vivos, incluindo bovinos, ovos férteis e muito mais.

Portanto, essas exportações poderão contribuir para alavancar a competitividade da produção pecuária, de frangos e ovos em Angola.

Saiba que brasileira pretende fazer plástica em sitio inusitado aqui.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.