Celebridades

Executivo prevê disponibilizar cerca de 213 mil casas e 14 novas centralidades até 2017

O Programa Nacional do Urbanismo e Habitação prevê colocar à disposição da população, até 2017, cerca de 213 mil casas e 14 novas centralidades para reduzir o défice habitacional no país, revelou, ontem, em Luanda, o ministro da Administração do Território.
Bornito de Sousa falava no encerramento da “Conferência Internacional do Imobiliário” e sublinhou que o planeamento, o financiamento e a construção das centralidades constituem oportunidade viável para as famílias comprarem casa e viverem de forma condigna.
Os esforços do Estado no domínio habitacional contam com o concurso da iniciativa pública e privada, em áreas como o loteamento urbano e a autoconstrução dirigida, que exigem maior envolvimento e desenvolvimento da indústria de materiais de construção, acrescentou o ministro da Administração do Território.
Com estes projectos habitacionais, adiantou Bornito de Sousa, é possível melhorar significativamente as condições de habitabilidade, educação, assistência médica, cultura, ambiente e saneamento básico, bem como desenvolver a economia local e atingir resultados na melhoria dos padrões de vida.

Similar Posts