A BANTUMEN magazine masculino online, apresenta a exposição FragMENTES, da artista plástica Piera Moreau e do fotógrafo Indi Nunez, a acontecer na Casa de Angola em Lisboa, de 3 a 5 de Novembro do corrente ano.

Com a curadoria da FUBA e em parceria com a organizadora de eventos Bad Company, esta exposição vai fundir o realismo captado pela lente de Indi a um mundo utópico imaginado e ilustrado por Piera.

A exposição FragMENTES, parte do conceito de fragmento com o objectivo de fazer um paralelismo entre as narrativas descritas na fotografia e as realidades abstractas propostas na ilustração, porque o exercício de sobreposição leva-nos à descoberta de novas abordagens e pontos de vista, dando espaço à construção da individualidade e à formação de “novas” mentalidades.

Dentro de um registo room sessions, o evento vai ainda contar com duas actuações com sabor a Cabo Verde, nas vozes de Cachupa Psicadélica, dia 3 a partir das 18h30, e de Danae Estrela no dia 5, também a partir das 18h30.

Esta é a primeira iniciativa integrada num plano de divulgação de novos artistas urbanos, projectado pela BANTUMEN.

Dados pessoais de Piera Moreau e sua participação na exposição FragMENTES

BANTUMEN apresenta a exposição FragMENTES em Lisboa
Foto de Piera Moreau

Piera Moreau tem ADN italo-francês mas nasceu em Angola. Estudou Artes na International School of Aberdeen, na Escócia, mas o seu espírito aventureiro levou-a até Paris, onde estudou Arquitectura.

A Arte é parte integrante da sua mente, onde liberta um mundo de fantasia inspirado na realidade. Os trabalhos realizados por Piera são uma mistura de estilos, onde predomina a utilização de marcadores, guaches, acrílico, pastéis e colagem.

Trajectória artística de Indi Nunez

BANTUMEN apresenta a exposição FragMENTES em Lisboa
Foto de Indi Nunez

Indi Nunez é um jovem português que começou a dar os primeiros passos na fotografia no mundo da música. A cultura urban, através do movimento hip hop, foi a primeira a reconhecer a visão e o talento fotográfico de Indi.

Actualmente, Indi percorre o mundo à procura de novos olhares onde a realidade de uns é a utopia de outros. Depois de uma temporada no continente asiático, o fotógrafo vai partir em direcção à Guiné-Bissau em mais uma viagem em que a máquina fotográfica será a sua única companheira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.