O Facebook trouxe algumas desvantagens e uma delas passa pelas relações amorosas. Cada vez é mais difícil manter uma relação longe desta rede social sem estar constantemente a ver o que o companheiro faz ou por onde anda, noticia o Diário de Notícias.

Há quem diga que o Facebook veio trazer muitas complicações para os relacionamentos e muitos especialistas acreditam que um terço dos divórcios se deve ao Facebook, a maior rede social, ou que as relações que começaram online são mais duradouras, indica o Diário de Notícias.

Pois bem, os especialistas revelam que se não existisse o Facebook a probabilidade de haver divórcios seria inferior.

Na conversa ‘Amor 2.0’ promovida pela Associação para Promoção e Desenvolvimento da Sociedade de Informação (APSDSI), que teve lugar esta sexta-feira, foi debatido “se as redes sociais estão a transformar os relacionamentos familiares e a amizade” ou “até que ponto interferem nos relacionamentos amorosos”.

Ana Neves, coordenadora do encontro, revelou que “o maior receio das pessoas é mesmo perceber se o Facebook pode acabar com uma relação e as conclusões apontam para que isso só aconteça se a relação já estiver tremida antes”.

Já a psicóloga e autora do livro ‘O Amor e o Facebook’, Cláudia Morais explica “de um modo geral, o Facebook tem um impacto nas relações amorosas e nas consultas há muitas pessoas que se queixam de coisas relacionadas com isso”.

O Facebook trouxe um”maior acesso a informação da vida do companheiro que antes não se tinha”, diz a psicóloga que acrescenta que “o Facebook é uma montra e potencia o comportamento ‘à detetive’”.

“Às vezes as pessoas começam a ligar-se a alguém sem se aperceber do perigo que isso traz para a relação”, explica.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.