Luto de crianças carbonizadas no Kilamba
Destaque

Familiares das crianças vítimas do incêndio no Kilamba esclarecem o sucedido

CENTRALIDADE DO KILAMBA, BLOCO E 31 – 9• PISO – 13/04/2016 – 13h00

Atendendo ao número elevado de telefonemas e mensagens de amigos e familiares (muitios estão no exterior), manifestando o seu inestimável carinho pela tragédia que se abateu na minha família, Gonçalves, assim como querendo saber como ocorreu este infausto acontecimento, sinto-me no dever, mesmo com o coração despedaçado, prestar-vos o devido esclarecimento:

Uma senhora é proprietária de dois apartamentos no bloco acima referenciado. Um no nono piso, que utiliza como creche e outro, no oitavo piso, onde a senhora reside. Esta senhora contratou duas responsaveis para cuidarem de crianças (ainda desconheço o número total delas). Hoje, faltou uma das funcionárias e, por isso, apenas uma ficou a cuidar das crianças.
A minha sobrinha, juntamente com outras duas crianças (do sexo masculino), foram colocadas num dos quartos do apartamento de castigo, porque as três insistentemente estavam a brincar com os botões dos elevadores. Estranho como a responsável permitia a saída das crianças para o corredor. A porta do quarto onde as infelizes crianças estavam fechadas, estava trancada. Eu também vivo no Kilamba, e uma das muitas falhas que constato no trabalho realizado pelos chineses, são as fechaduras de todas as portas. Fico por isso, por enquanto, sem saber se foi a responsável que trancou ou se a fechadura trancou-se por si (em minha casa esta anomalia já aconteceu em três fechaduras de portas diferentes). As restantes crianças, supostamente mais pacatas do que as três infelizes (ainda desconheço o número exacto destas), encontravam-se a brincar na sala do apartamento. Por volta das 13h00, a responsável desceu do prédio a fim de ir buscar a sua refeição, deixando todas as crianças sozinhas dentro do apartamento. Quando o segurança do prédio a viu, ainda lhe perguntou se já não haviam crianças em cima, o que ela respondeu que “não haviam mais crianças em casa”. O segurança quando se apercebeu do fumo preto que saia do apartamento, subiu, trepando pelas grades das várias varandas e deparou-se com um cenário deveras aterrador. As três crianças foram encontradas completamente carbonizadas, juntinhas à porta, o que se depreende que tivessem lutado para sair. Desconhece-se ainda, a origem do incêndio. Muito estranho, o facto de quando os bombeiros chegaram ao local, o fogo já tinha sido extinto, sem ele ter se propagado para outras áreas. O segurança encontrou a porta trancada. O meu sobrinho, pai da criança, só reconheceu o corpo da filha através do cabelo. A mesma dificuldade e angústia tiveram os pais das outras duas crianças. Estas são as informações que recebi de um familiar que normalmente levava e apanhava a minha sobrinha/neta nesse local. Temos informações que até há três horas atrás a dita responsável estava detida. Seja como for, só mais tarde, poderei confirmar com exactidão, de como tudo aconteceu quando me deslocar até a esquadra da polícia do kilamba.

Quero esclarecer também, uma vez que há deturpação na versão de muitas pessoas, que a jovem que aparece junto da viatura da polícia não é a proprietária dos dois apartamentos; esta moça é minha sobrinha, tia e madrinha da minha neta que morreu no incêndio.

Aproveito para agradecer a todos quanto tem ligado e enviado mensagens a manifestar a sua solidariedade! Não fosse o mistério da minha Fé em Cristo e, de todo esse vosso amor, não sei o que seria da minha vida, pois, ultimamente, os embates tem sido frequentes e violentos.

MUITO OBRIGADO A TODOS! MUITO OBRIGADO A TODOS! BEM HAJAM!

Similar Posts