Destaque

Fundação Agostinho Neto entrega o Prémio Literário

A Fundação António Agostinho Neto (FAAN) e o Instituto Nacional das Indústrias Culturais (INIC) realizam amanhã, às 17h00, no Memorial António Agostinho Neto, em Luanda, a cerimónia de entrega do Prémio Literário Sagrada Esperança, ao grande vencedor Adriano Mixinge.

O escritor venceu esta edição do prémio com a obra em prosa “O Ocaso dos Pirilampos” e vai receber uma réplica em miniatura de cristal do Memorial António Agostinho Neto, além de 2,5 milhões de kwanzas.
A obra vencedora foi anunciada pela secretária do júri, a escritora Amélia da Lomba, que considerou “trata-se de um livro em prosa poética, que conjuga vários géneros, entre a crónica, por natureza irónica, e o ensaio, recorrendo ao simbolismo, outra componente essencial da literatura”.
“O Ocaso dos Pirilampos”, integrado num contexto universal, abarca preocupações quotidianas de qualquer pessoa comum, como a destruição do Ambiente, a falta de exercício pleno da cidadania, a desumanização, a sobreposição do lado material ao espiritual, num apelo à consciência colectiva, acrescentou.
Ao explicar as razões da escolha do júri, Amélia da Lomba referiu que a obra obedece aos parâmetros definidos pelo artigo 1, do regulamento do concurso, a finalidade e a periodicidade.
Além da obra vencedora, o júri recomendou a eventual publicação de outras sete obras concorrentes: “Fatussengóla – o homem do Rádio que Espalhava Dúvidas”, de Gociante Patissa, “Filhos de Musseque”, de Alberto Botelho, “A Sul do Sul”, de Francisco Rebelo, “Estórias para bem ouvir, leitura para todos”, de Fragata de Morais, “Actores de Teatro”, de Francisco Gaspar, “Sou quem Sou”, de Ariclenes Tiago, “Sou aquilo que me deixo Ser”, de Marcos Castro e Silva, e “A pele de Zito Maimba”, de Ana Paula de Jesus Gomes.
O prémio é resultado de um concurso realizado anualmente em homenagem a Agostinho Neto, um dos homens mais ilustres das artes e cultura angolana contemporânea, líder da Luta de Libertação Nacional e primeiro Presidente de Angola.
O Prémio Literário Sagrada Esperança é promovido pelo Instituto Nacional das Indústrias Culturais e pela Fundação António Agostinho Neto (FAAN), com o patrocínio do Banco Caixa Geral Totta de Angola, e visa incentivar a criação literária entre os autores nacionais, assim como assegurar o surgimento, cada vez mais, de obras editadas.

Similar Posts