Georgina Rodríguez volta a abanonar emprego por causa de Ronaldo
Celebridades

Georgina Rodríguez abandona emprego por causa de Cristiano Ronaldo

Georgina Rodríguez viu-se obrigada a abandonar o cargo de vendedora da Prada, onde ganhava cerca de 1200 euros mensais, por ser a namorada de CR7.

O facto de ser a namorada de Cristiano Ronaldo levou à banca demasiados curiosos que atrapalhavam o seu trabalho.

A situação acabou por se tornar impraticável, devido aos paparazzi que se juntavam à porta dos armazéns à espera de Georgina.

Havia clientes curiosos, que atrapalhavam sistematicamente o trabalho da ex-bailarina.

Um fonte contou o seguinte ao ‘El Mundo’.

“A situação era surrealista e insustentável. Havia gente curiosa que entrava só para a ver. Chegaram a pedir-lhe selfies enquanto ela estava a trabalhar”

Havia até jornalistas que fingiam ser clientes interessados e representantes de agências de modelos que lhe faziam propostas de trabalho em frente aos colegas da loja.

Porém, a mesma fonte não hesitou em salientar o profissionalismo de Georgina, cujo comportamento terá sido sempre “irrepreensível”, mesmo em situações constrangedoras.

“Envergonhada e sempre discreta, comportava-se da melhor maneira possível enquanto tentava vender vestidos e carteiras caríssimas”, revelou a fonte.

No entanto, os chefes de Georgina decidiram que a situação não era compatível com a reputação da luxuosa marca de roupa.

A História Repete-se

Esta não é a primeira vez que Georgina Rodríguez perde o emprego desde que começou a namorar com Cristiano Ronaldo.

Quando o namoro com o craque português foi tornado público, em novembro do ano passado, Georgina, que trabalhava numa loja da Gucci, no centro de Madrid, foi despedida quase de imediato.

Os seus chefes também não terão gostado da fama súbita da jovem empregada, na altura com 22 anos, temendo que os repórteres afugentassem os clientes.

Similar Posts