Jeannette Seppen embaixadora da União Europeia apela respeito pelos direitos humanos e liberdade de expressão em Angola
Sociedade

Jeannette Seppen embaixadora da União Europeia apela respeito pelos direitos humanos e liberdade de expressão em Angola

Depois do triste episódio do dia 11 de Novembro, os olhares para Angola voltaram-se com mais intensidade, a manifestação mereceu destaque internacional e não ficou por aí, em uma reunião, a embaixadora da União Europeia em Angola apelou ao respeito pelos direitos humanos e liberdade de expressão.

Jeannette Seppen embaixadora da União Europeia apela respeito pelos direitos humanos e liberdade de expressão em Angola

Embora exista um decreto imposto para a prevenção da Covid-18 Jeannette Seppen disse sim a liberdade de expressão apesar das restrições impostas.

Entretanto, garantiu que existem “algumas preocupações” neste domínio.

A embaixadora falava após um encontro com o ministro da Justiça e dos Direitos Humanos, em Luanda.

A saber que, esse encontro teve como objectivo avaliar a Estratégia Nacional dos Direitos Humanos.

No encontro da União Europeia com o Governo angolano Jeannette Seppen considerou o dialogo “muito rico”.

Similarmente, entre os assuntos abordados foi focado o impacto da covid-19 em Angola.

A saber que, economia, liberdade de expressão e de reunião foram temas merecedores de atenção.

“Foi um intercâmbio muito aberto, muito rico”, afirmou Seppen

Igualmente, a embaixadora garantiu que os direitos humanos em Angola vão continuar a ser respeitado.

“Nós expressámos as nossas preocupações e sublinhámos mais uma vez a importância do respeito dos direitos humanos, mesmo numa fase muito difícil que também nós passamos na Europa. Há mais desafios do que antes”, comentou a embaixadora da UE.

Jeannette Seppen realçou que certas liberdades, como a liberdade de expressão “têm de ser respeitadas”.

Jeannette Seppen embaixadora da União Europeia apela respeito pelos direitos humanos e liberdade de expressão em Angola

Exprimimos com muita clareza as preocupações com os acontecimentos de 24 de outubro e 11 de novembro e o senhor ministro da Justiça respondeu de maneira muito positiva, dizendo que essas liberdades não desaparecem quando há desafios, têm de continuar a ser respeitadas”, indicou.

Uma vez que está aqui, veja também sobre o seguinte assunto:

Jeannette Seppen embaixadora da União Europeia apela respeito pelos direitos humanos e liberdade de expressão em Angola

Similar Posts