Celebridades

Jornalistas impedidos de reportar lotação na morgue de Luanda

Após terem sido feitas denúncias nas redes sociais acerca da sobre-lotação na morgue do Maria Pia, no âmbito do cumprimento do seu dever profissional de informar, jornalistas da Rádio Eclesia e do Correio da Kianda, deslocaram-se ao local para obter mais informações sobre o assunto, porém, foram barrados logo a entrada.

Segundo notificaram diversos internautas, além da super lotação de cadáveres na referida morgue, há também o mau atendimento.

As denúncias referem também que nalgumas gavetas das câmaras frigoríficas mais de dois corpos estão a ser colocados, triplicando assim, a sua capacidade de lotação.

Por isso, uma equipa do Correio da Kianda deslocou-se a morgue do Maria Pia, onde foi impedida de reportar os factos pela equipa de segurança.

De maneira semelhante, profissionais da Rádio Ecclesia foram também impedidos, nesta segunda-feira, 31, de efectuar um trabalho de reportagem sobre a mesma morgue.

Estes profissionais receberam do primeiro segurança permissão para entrarem e foram encaminhados para a recepção.

Entretanto, acabaram por ser “barrados” por um outro grupo de segurança que informou aos profissionais da Eclesia de que “as reportagens a efectuar na morgue do Maria Pia, carecem de uma ordem superior”, tendo citado o nome do Governo Provincial de Luanda.

Após ter tomado conhecimento de tais actos, o Secretário do Sindicato dos Jornalistas Angolanos, Teixeira Cândido, considerou como inaceitável a atitude dos seguranças.

Apesar destes terem alegado ser necessária uma suposta orientação superior, Teixeira Cândido, afirma que a morgue é um local público, que não carece de autorização para reportagem.

“A morgue é um lugar público e, portanto, não carece de autorização. Portanto, salvo quando se tratar de questões de saúde, ou se o Jornalista não terá observado as medidas impostas pelas autoridades sanitárias, mas fora disso, não há qualquer impedimento”, disse, Teixeira Cândido, Sindicato dos Jornalistas, que lamenta o sucedido.

Similar Posts