Celebridades

Magnata chinês condenado à morte

Um tribunal da cidade de Xianning (centro da China) condenou na sexta-feira à pena de morte o magnata da mineração chinesa Liu Han por homicídio, corrupção e outros delitos.

O milionário, de 48 anos, foi declarado culpado por “organizar, dirigir e participar num grupo criminoso e de planear nove homicídios propositados”, anuncia a agência oficial de notícias Xinhua, ao citar a sentença do tribunal, que também está a julgar mais 35 acusados que fizeram parte do grupo. Um deles é o irmão de Lui Han, Lui Wei, que também foi condenado à morte, enquanto outros membros receberam sentenças que vão de 11 anos de prisão, à pena de morte. De acordo com a acusação, o milionário acumulou sete mil milhões de dólares através de práticas corruptas durante a presidência do grupo Hanlong, a maior empresa privada da província de Sichuan no centro do país, que conta com dezenas de companhias subsidiárias.

Similar Posts