Mais de 15 milhões de angolanos vivem em meio urbano, diz governante angolano

0

O secretário de Estado para os Assuntos Institucionais, Adão de Almeida, afirmou hoje (terça-feira), em Luanda, que mais de 15 milhões de angolanos vivem em meio urbano, representando 62 porcento da população, de acordo com os resultados preliminares do Censo Geral da População e da Habitação que apontou a existência de 24 milhões e 300 mil habitantes.
Falando na abertura do workshop sobre gestão de cidades, referiu que o movimento populacional em direcção às principais cidades, no caso de Angola, conhece dois grandes momentos.

Considerou que o primeiro momento encontra fundamento no longo período do conflito armado que assolou o país e por outro lado, a chegada da paz em 2002, alterou os fundamentos, mas nem por isso determinou a cessação do movimento em direcção à urbanização.

Na sua óptica, as maiores facilidades de acesso aos serviços e equipamentos públicos, bem como as maiores possibilidades de realização financeira são hoje os principais motivos da urbanização da população angolana.

Comenta Agora!