Celebridades | Destaque

Maria Borges e a Miss Universo 2019 juntas numa live

As duas mulheres africanas que nasceram para fazer história no mundo decidiram unir-se numa live, Maria Borges e a Miss Universo 2019, a sul-africana Zozibini Tunzi, estarão nesta quarta-feira(22) em directo no Instagram, segundo informou ontem Maria Borges.

A live acontecerá hoje 18h de Angola (13h em Nova Iorque).

Esta reunirá duas jovens mulheres que ficaram com o nome gravado no mundo por elevarem as suas culturas internacionalmente.

Fazedoras de história juntas numa live

Maria Borges

Maria deu os primeiros passos na moda em 2010, quando participou do Elite Model Look Angola.

Embora não tenha ganho o concurso, a sua participação a alavancou para a Step Model.

Então, em 2013, desfilou nas passarelas do Victoria’s Secret Show.

A modelo foi contratada quatro vezes consecutivas para o desfile isso em 2013, 2014 e 2015 e 2016.

Maria revolucionou as passarelas do Victoria’s Secret  ao ser a primeira modelo negra a desfilar de cabelo natural ou afro.

Maria Borges e a Miss Universo 2019 juntas numa live

Em 2017, assinou um contrato de 1,5 milhões de dólares com a marca francesa  L’Oréal, tendo se tornado na modelo mais valiosa de sempre do continente.

Em 2018, tornou-se numa das personalidades mais influentes da moda.

Maria Borges e a Miss Universo 2019 juntas numa live

Miss Universo 2019: Zozibini Tunzi

A sul-africana Zozibini Tunzi de 26 anos, foi coroada no seu país como Miss África do Sul em 9 de Agosto de 2019.

Entretanto, três meses depois, a 9 de dezembro de 2019 foi coroada como Miss Universo 2019.

Maria Borges e a Miss Universo 2019 juntas numa live

Tunzi é a terceira sul-africana a levar o título após as vitórias de Demi-Leigh Nel-Peters (2017) e Margaret Gardiner (1978).

E também a primeira negra a vencer o concurso desde 2011, quando a angolana Leila Lopes venceu.

Zozibini é a primeira sul-africana negra a vencer o concurso, já que as anteriores vencedoras da África do Sul eram caucasianas.

E também é a primeira a vencer com o cabelo crespo.

Maria Borges e a Miss Universo 2019 juntas numa live

Zozibini e Maria mudaram a história por quebrar os padrões de beleza estabelecidos mundialmente.

Ao usarem os seus cabelos crespos encorajaram a inclusão da “negritude” nos palcos mundiais.

Anteriormente, as mulheres negras eram forçadas(pelos padrões de beleza) a usar extensões nos cabelos nos concursos de beleza e em desfiles.

No entanto, os dois rostos acima, vieram, tal como outras mulheres, mudar o jogo.

Maria Borges e Zozibini Tunzi mostram que a beleza existe, mesmo fora dos padrões.

Similar Posts