Maria Borges de 27 anos, nasceu e cresceu em Angola, mas a moda a levou para o mundo afora, entretanto, isso não a impedirá de investir no turismo do seu país, segundo explicou numa entrevista a revista Forbes Angola.

Maria deu os primeiros passos na moda em 2010, quando participou do Elite Model Look Angola.

Embora não tenha ganho o concurso, a sua participação a alavancou para a Step Model.

Daí em 2013, teve o seu primeiro grande contrato com a marca Givenchy o que a levou a outros patamares.

No mesmo ano, desfilou nas passarelas do Victoria’s Secret Show.

Maria Borges

A modelo foi contratada quatro vezes consecutivas para o desfile isso em 2013, 2014 e 2015 e 2016, onde revolucionou as passarelas do Victoria’s Secret  ao ser a primeira modelo negra a desfilar de cabelo natural ou afro.

Maria Borges

Em 2017, assinou um contrato de 1,5 milhões de dólares com a marca francesa  L’Oréal, tendo se tornado na a modelo mais valiosa de sempre do continente.

Maria Borges

Em 2018, tornou-se numa das personalidades mais influentes da moda.

Mas, a vida de Maria nem sempre foi fácil, esta perdeu a mãe aos 11 anos.

O seu pai não estava perto, assim sendo, dependia financeiramente de um tio.

Tudo isso enquanto a sua irmã de 16 anos assumia uma precoce maternidade por cuidar dela e de Maria tornando-se na mulher da casa.

A irmã começou a trabalhar aos 18 anos em um supermercado para pagar a escola de Maria, foi então nesse período que Maria diz ter aprendido mais sobre a vida.

Maria Borges “Estou muito focada em investir em Angola”

Maria Borges

 Ademais sobre investir no turismo, Maria falou a revista Forbes:

“É altura de unir forças e trabalhar com o Ministério do Turismo

e os demais órgãos para mostrar as potencialidades turísticas do nosso país”

Maria Borges

Na entrevista a modelo explicou também:

“Sempre tive um espírito empreendedor,

como se diz em inglês, uma mente milionária.

Graças ao meu posicionamento e estatuto como supermodelo,

tenho tido a oportunidade de trabalhar com as melhores empresas,

detentoras de poderosas marcas do mundo.

Sou uma modelo bem lucrativa e tenho de saber onde investir o meu dinheiro

Maria Borges

Maria Borges empreendedora

A Top Model internacional esteve em Angola em Setembro deste ano para mostrar o seu novo projecto.

Maria explicou na época:

 “Um dia estava eu a ser avaliada por outras pessoas,

para encontrar um caminho no mundo da moda.

Hoje, corridos anos de muito trabalho e dedicação, 

com um estatuto de supermodelo,

decidi estender as mãos a quem também merece uma oportunidade de mostrar o seu talento.

Sinto-me orgulhosa por servir de modelo inspiradora para estas meninas,
que estão a começar a caminhada na moda,

principalmente por estarem a começar numa agência fundada por mim.

Durante todo este tempo de experiência internacional

percebi que o mercado da moda pode ser muito lucrativo,

quando bem estudado.

Aprendi e decidi dar o meu contributo à sociedade.

Bem-vindas à The Star Management.”

The Star Management é o primeiro passo de Maria no empreendedorismo

Maria Borges

A agência tem como função cuidar da carreira da própria Maria e descobrir novos talentos da moda angolana para que estes sejam apresentados ao mundo.

A super-modelo angolana já conquistou muitos corações e palcos com o seu talento.

Maria Borges

Para além de carregar o nome de Angola em cada passarela que ela desfila, em cada revista que pousa e a cada marca que representa, Maria agora também pensa em ajudar o país a tornar-se em algo ainda melhor.

Contudo, imagine a Top Model a dançar Kuduro, melhor que imaginar, é ver. Então veja!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.