A ex-actriz pornográfica, Mia Khalifa, desabafou nas redes sociais sobre o facto de ser conhecida mundialmente devido a filmes para adultos. Mia, que agora é influenciadora digital, arrepende-se até hoje dos vídeos que já fez e não quer que outra pessoa passe pelo mesmo, por isso, alerta as meninas para que não enveredem pelo mesmo caminho que ela, e não trabalhem na indústria pornográfica.

Mia Khalifa, entrou para o mundo pornográfico em 2014, teve apenas três meses de carreira como atriz porno e fez onze vídeos, lucrando com isso um pouco mais de 6 milhões de kwanzas.

Até hoje, “Mia Khalifa” é um dos nomes mais pesquisados nos sites para adultos.

Porém, a mulher de origem libanesa se esforça para que meninas não sigam o mesmo caminho.

Mia Khalifa alerta meninas para que não trabalhem na indústria pornográfica

Mia Khalifa alerta meninas para que não trabalhem na indústria pornográfica

Mia explicou que os vídeos irão assombrá-la para sempre e que o ambiente é extremamente tóxico.

“ESSES 11 VÍDEOS VÃO ME ASSOMBRAR ATÉ EU MORRER,

E EU NÃO QUERO QUE OUTRA GAROTA PASSE POR ISSO,

PORQUE NINGUÉM DEVERIA.

É uma indústria tóxica”, DISSE.

A influencer contou para a Hero Magazine, que o dinheiro recebido não compensa o trauma que enfrenta.

Mia Khalifa alerta meninas para que não trabalhem na indústria pornográfica

Ela relatou ainda, que por mais que se esforce para conseguir reconhecimento por outros trabalhos acabam a ser associada aos filmes.

“Esse ataque dissociativo vem toda a hora

ao lembrar que as centenas de milhões de impressões únicas [dos vídeos]

são baseadas apenas nos três meses mais baixos,

mais tóxicos

e pouco característicos da sua vida

quando você tinha 21 anos”,

comentou Mia.

Actualmente, Mia trabalha com mídias sociais e está noiva do chef de cozinha, Robert Sandberg.

Mia Khalifa alerta meninas para que não trabalhem na indústria pornográfica

Uma vez que está aqui, pode querer ler:

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.