Ministério do Interior expulsa agente que mandou queimar a rival
Celebridades

Ministério do Interior expulsa agente que mandou queimar a rival

No último fim-de-semana, o delegado do Ministério do Interior em Benguela, Aristófanes Santos, confirmou à imprensa, que já foi expulsa da agente dos Serviços de Migração Estrangeiros acusada de ter mandado queimar uma cidadã jovem por ciúmes.

O oficial afirmou que com aquela conduta indecorosa, ficou provado que a agente não merece estar na corporação.

A saber que o caso ocorreu em Novembro de 2019.

Segundo rezam os factos a agente em causa teria mandado queimar a jovem que alegadamente mantinha um romance com o seu esposo.

A senhora teria mandado despejar gasolina e, logo a seguir, atear fogo a jovem.

Apesar de ter sobrevivido, a suposta rival viu o seu corpo deformado.

Na época, o caso ficou bastante conhecido tanto que a delegação provincial do Interior estava a ser acusada de encobrir o crime da sua agente.

Ministério do Interior expulsa agente que mandou queimar a rival
Aristófanes Santos

Nesta senda, o comissário-chefe disse que o MININT não está para brincadeira.

Por isso, a agente foi expulsa, pois, a sua autoria no crime já foi confirmada.

“Tivemos um caso de uma cidadã que queimou a sua rival e já foi demitida da corporação… Temos de ser o exemplo”, aconselha.

Além do processo disciplinar, está a decorrer também um processo-crime, conforme referiu o oficial superior.

“Só que já se verificou que a conduta indecorosa, do ponto de vista disciplinar, e concluiu-se que não merece estar na corporação”, esclarece.

Ministério do Interior expulsa agente que mandou queimar a rival
Ministério do Interior expulsa agente que queimou a rival no entanto

Similar Posts