Ministra da Cultura destaca contribuição de Própria Lixa na música kuduro

0

A ministra da Cultura, Rosa Cruz e Silva, destacou nesta terça-feira, em Luanda, a contribuição da cantora angolana Própria Lixa na afirmação e expansão do estilo musical kuduro.
Em nota de condolência sobre o passamento da artista ocorrido segunda-feira, na capital angolana, vítima de doença, a ministra realçou o facto de a autora de temas como “Sabaló (Tremura)”, “Dança do Zongoló” e “Udam” ter dado um outro sentido a este estilo musical de atracção juvenil, fazendo sempre novas composições musicais com alguma crítica construtiva.

Stela Fraio Lima, Própria Lixa nas lides do kuduro, nasceu em 1985 na província de Luanda.

Com o álbum intitulado “Tremura”, no seu percurso pelo mundo da música, a intérprete brindou o público angolano com vários sucessos inéditos, destacando-se Sabaló (Tremura), Dança do Zongoló e Udam.

Própria Lixa participou em muitos espectáculos, esteve nos mesmos palcos com artistas conceituados do panorama musical angolano, nomeadamente Anselmo Ralph, Big Nelo, Noite e Dia, entre outros.

A cantora tem no mercado os discos “Babula é dela” e “Tremura”.

Comenta Agora!