Celebridades

OMA condena gravidez em menores

A primeira secretária provincial da OMA do Bié, Amélia Calumbo Quintas, condenou nesta quarta-feira, a gravidez em raparigas menores de 14 anos e o casamento obrigatório entre adolescentes.

Em declarações aos jornalistas, Amélia Calumbo disse que com a gravidez precoce provoca a interrupção dos estudos e a falta de capacidade de sustento do filho, apelando, por outro lado, as instituições políticas, religiosas e tradicionais e aos progenitores a unirem esforços no esclarecimento sobre as suas consequências.

“É importante que os pais e encarregados de educação ajudem na transmissão da educação sexual aos filhos, de modo a não engravidarem precocemente”, reiterou.

De realçar que a província do Bié confronta-se actualmente com cifras elevadas de gravidez em menores de 14 anos.

Similar Posts