Destaque

OMS diz que em África há mais infectados com coronavírus do que se sabe

Na passada sexta-feira(17), em conferência de imprensa na sede da organização, em Genebra, o Diretor-Geral da Organização Mundial da Saúde(OMS), Tedros Ghebreyesus, afirmou que há “tendências preocupantes” em África, salientando que os números de pessoas infectadas pela pandemia Covid-19 só estão reduzidos pela escassez de testes.

A OMS utilizou o termo “subdiagnosticada”, para se referir a Covid-19 no continente africano.

Dizer que uma doença foi subdiagnosticada significa que não foi suficientemente explicada, identificada, dela houve apenas uma avaliação aproximada.

OMS diz que em África há mais infectados com coronavírus do que se sabe

Tedros Ghebreyesus salientou, na conferência de imprensa que há um desafio em obter testes no continente.

E analisou também a tendência do aumento de números no continente:

“Na semana passada,

houve um aumento de 51 por cento

no número de casos registados em África

e um aumento de 60% nas mortes”

Entretanto, Tedros, garantiu que a OMS está a tentar aumentar o número de testes no continente através de parceiros, como a União Africana e o Centro de Controlo de Doenças africano.

Nesse sentido, adiantou que no princípio da semana, deverão chegar cerca de um milhão de testes que serão distribuídos em todo o continente.

OMS diz que em África há mais infectados com coronavírus do que se sabe

OMS diz que em África há mais infectados com coronavírus do que se sabe

Tedros Ghebreyesus, falou que os números poderão aumentar de maneira significativa, contrariamente ao que se declara:

“É provável que os números reais

sejam mais altos do que os declarados”,

disse o diretor-geral da OMS.

A nível global, a pandemia de Covid-19 já vitimou mortalmente 154 350 mil pessoas.

E infetou mais de 2 milhões, em 193 países e territórios.

Ademais 571 851 mil doentes foram considerados curados.

Em África, a Covid-19 já chegou oficialmente a 52 dos 54 países do continente e matou mais de 800 pessoas.

Os 52 países africanos apresentaram menos de 20 mil casos do novo coronavírus.

Até então, apenas uma parcela dos mais de dois milhões de casos confirmados a nível global.

No entanto, a OMS alertou na quinta-feira, que o continente africano pode chegar a 10 milhões de casos entre os próximos três a seis meses.

A Comissão da Organização das Nações Unidas para a África (Uneca) estimou ontem que a pandemia de Covid-19 pode levar à morte de ao menos 300 mil pessoas na África.

OMS diz que em África há mais infectados com coronavírus do que se sabe

Similar Posts