Celebridades

Pedófilo é preso depois de tentar fazer a namorada dar à luz a um bebê para que ele pudesse abusar do filho

Um ex-policial doente conspirou para conceber um bebê para que ele e outros pedófilos pudessem abusar da criança.

Policiais invadiram a casa de Alexander McCracken em janeiro do ano passado, depois de terem sido alertados pelo Serviço Nacional de Proteção ao Abuso a Crianças pela Internet, e encontraram centenas de imagens de infantis obscenas que ele distribuía a outros maníacos.

Ele e a namorada, Sharon Campbell, foram presos e aguardam julgamento pelos crimes.

McCracken, de 35 anos, passou nove anos na Polícia Strathclyde.

No Tribunal, na terça-feira (24), foi exposto o vício do ex-policial por relação íntima, porém agora ele escolheu abusar de crianças indefesas.

3329

Ele e a namorada admitiram três acusações de posse e distribuição de imagens infantis obscenas.

John Bradford, que fez parte da acusação no tribunal, disse que especialistas em crime virtuais encontraram 551 imagens do gênero em arquivos de bate-papo do Yahoo Messenger depois que a polícia invadiu a casa de McCracken em janeiro do ano passado.

Quase todas essas imagens foram repassadas a outros pedófilos entre julho de 2012 e outubro de 2013, sendo que 33 foram consideradas pervertidas.

A maioria era de recém-nascidos, bebês e crianças (de até oito anos de idade).

Nas conversas do bate-papo, foram encontrados trechos em que o ex-policial e a namorada comentam que pretendiam ter um bebê para que pudessem abusar dele.

Os nomes de usuário “sleazyperv79″ e “NepicoupleUK” estavam ligados ao computador e celular usado por McCracken.

As imagens não puderam ser publicadas, pois são muito fortes. Outras imagens encontradas no computador de McCracken incluíam adultos praticando relação íntima com cavalos e cães.

A polícia se recusou dizer como chegou à McCracken para que outros pedófilos não saibam como são monitorados.

Campbell, de 39 anos, trabalhava cuidando de idosos com problemas de saúde mental em um asilo.

Seu advogado, Peter Lockhart, disse que ela está desempregada no momento e não é mais namorada McCracken, e também mencionou que considera seu suposto envolvimento no caso uma ofensa francamente chocante e terrível. Ela espera não ser condenada, pois está cooperando com as investigações.

McCracken tem um filho de 10 anos de idade com quem não tem contato. A sentença será dada no mês que vem.

Fonte: Mirror

Similar Posts