Rapper Girinha partilha cicatriz com palavras emocionantes

0

“Em 2001 tive um acidente de mota… Parti o perônio e a tíbia … Mas parti muito mais do que isso… Parti a auto-estima, o amor próprio… Ganhei peso… Ganhei vergonha… De por saia, de ir a praia… De ter que responder “o que aconteceu com a tua perna” … Fiquei deprimida … Não me sentia a mesma… Meu corpo não era o mesmo… Me senti um bebê … Na fisioterapia, a reaprender a andar… O dia mais feliz da minha vida foi quando voltei a andar sem muleta… A minha mãe me recriou… Não me largou… Foi minha perna … E o mundo? Pensava que nunca mais teria amor… Me sentia mutilada… Tava preocupada com ele… Que fossem rir de mim… Mas um dia voltei a me amar… E comecei a pensar que o mundo podia até rir de mim mas eu não ia me importar… Porque me superei… Pq sou uma exemplo de superação… Porque todos temos cicatrizes … Umas só não se vêem … Hoje o meu médico diz: tens que perder peso, o teu pino entortou … Não aguentou o peso… Mas e eu que já sou guerreira? Que já não me importo com os sorrisos do mundo? Vamo que vamo? Mais uma batalha, mais um desafio… Encare sua cicatriz… Veja nela a beleza que nem todos conseguem ver… A beleza da tua luta, da tua superação… Entende o que ele te ensinou… Sem culpar ninguém … Sem rancor… Sem ódio… Ela é tua marca, a marca de um vencedor… Pois é , vence dor… Não tenho mais vergonha dela… E até acho que lhe amo… Eu vim apenas dizer que esse sinal “feio” me fez reaprender a andar… Tou viva e sou bonita … Afinal todo mundo me chama “Girinha” hahaha” Girinha Costa

Comenta Agora!