Riquinho condenado por Abuso de Confiança e Burla

0

O empresário e promotor de eventos Henriques Miguel, Riquinho, foi condenado ontem a quatro anos de prisão efectiva pelo Tribunal Provincial de Luanda por abuso de confiança e burla contra um dos seus sócios do jornalContinente Walter Daniel.

Riquinho, conhecido como um dos mais notáveis promotores de espectáculos e festas do país, encontra-se detido desde o final do ano passado, na Cadeia Central de Viana por se ter apoderado dos USD 650 mil após a venda dos 20 por cento (dos 51 por cento) das acções que o seu sócio possuía no semanário Continente.

De acordo com a leitura da sentença pelo juiz Laputi Samuca, Riquinho, proprietário da promotora de eventos Casablanca, deverá pagar kz 60 milhões (aproximadamente USD 600 mil) de indemnização à Walter Daniel pelos danos causados e ainda um valor total de kz 70 mil (cerca de USD 700) de taxa de justiça.

No entanto, ate ao fim da tarde de ontem, a família e a defesa do empresário não se pronunciaram sobre a sentença. Não se sabe ao certo se haverá alguma movimentação no sentido de se atenuar a pena que, a ser efectivada, deixará o jornal Continente com o futuro incerto.

Henriques Miguel, Riquinho, foi preso em Novembro do ano passado nas instalações do seu Jornal. A detenção foi feita por efectivos da Direcção Provincial de Investigação Criminal (DPIC) na sequência da execução de um mandato de captura emitido pela equipa de juízes da quarta secção de crimes comuns do Tribunal Provincial de Luanda, encarregue de julgar o processo 1251/14-A.

Comenta Agora!