Sociedade

Rui Falcão chama ataques da TV Record à Primeira Dama de “aflições” da Iurd e seu líder

Depois de fortes acusações à Primeira Dama da República, pela TV Record, Rui Falcão Secretário para Informações do MPLA, garante que tais ataques não passam de ressentimentos da Igreja universal e seu líder.

O MPLA, desvaloriza as acusações proferidas pela TV Record à Primeira-dama da República Ana Dias Lourenço.

Há dias, Augusto Nunes, comentarista da TV Record, afirmou que Ana Dias Lourenço adquiriu uma fortuna com negócios ilícitos, usando a Orion, empresa de que foi accionista.

Por sua vez, Rui Falcão, limitou-se a responder os ataques, acrescentando que o fundador da Igreja Universal do Reino de Deus, e o seu canal de televisão estão aflitos, porque vão deixar de receber 500 milhões dólares que, anualmente, facturavam em Angola.

“Ainda não tenho dados. Entretanto, sei que a Record TV está aflita por causa dos 500 milhões de dólares que deixa de factura em Angola, por ano”, falou o ex-governador da província de Benguela.

Similar Posts