Celebridades

Sandra Gomes: “Tive que reviver na novela momentos de tragédia que passei em família”

Sandra Gomes criou a personagem Djamila, da telenovela Jikulumessu e ficou conhecida na televisão angolana pela forte interpretação do seu papel. Em entrevista à revista Caras a actriz falou do seu percurso no mundo da representação e dos obstáculos que aprendeu a ultrapassar até aos dias de hoje.

Sandra perseguiu o sonho de se tornar actriz como muitas raparigas da sua idade. Contudo, o seu sonho começou desde menina e não se evaporou com o passar do tempo. A actriz vivia na Caoop, em Cacuaco e já participava em concursos de talentos e de miss. Aos 16 anos a necessidade de fazer teatro falou mais alto e Sandra mudou-se para o centro da cidade. Nessa altura foram surgindo vários convites para castings, produções, participações em séries e programas.

A actriz decidiu ingressar no curso de actores no Horizonte Nzinga Mbandi e foi aceite pelo grupo. As dificuldades começaram quando teve que abdicar do curso pelo trajecto do teatro para casa às altas-horas: “Perdi algo que amava, no início trabalhava em troca de experiência e os meus pais não compreendiam. Como era muito nova acabei por abdicar do teatro pois tinha muita pressão em casa”, explica.

Após três anos em que não participava em castings e já não acreditava tanto no seu sonho, Sandra ouviu falar da novela Jikulumessu e devido à insistência dos amigos e família, decidiu arriscar: Fui para o Cefojor, desmotivada, recebi a ficha de inscrição e o texto e fui para casa memorizá-lo.

No dia seguinte cheguei cedo e mesmo assim passei muito tempo à espera, vi modelos, pessoas conhecidas, altas, bonitas, mulheres que mexeram com a minha confiança mas consegui aguentar. Passadas seis horas atingi o meu limite mas os meus pais insistiram que eu ficasse. Sendo a última do casting, senti que nada correu como planeado, fui para casa e perdi as esperanças”, admite. Algumas horas depois Sandra recebe a chamada da sua vida: tinha sido aceite.

A personagem da actriz tinha uma carga dramática pesada e as experiências pessoais de Sandra a ajudaram a criá-la sem muitas dificuldades: “tive que incorporar o personagem e nisso tive que reviver vários momentos de tragédia que já passei na minha família . A minha tia morreu durante as filmagens e estava num mundo à parte que sinto que a novela acabou por ajudar. Depois da cena da morte da minha avó eu literalmente fiquei doente, lembra.

Questionada sobre como tem lidado com a fama a actriz afirma: “Fama é uma palavra traiçoeira… não é o facto de estar a aparecer que me torna famosa. São as pessoas que acompanham o meu trabalho e de uma maneira ou de outra estou a ouvir para saber corrigir, porque não estou aqui pela fama mas sim porque é um sonho que está a ser realizado. Há cenas que não saem na perfeição como a cena do beijo com o Joel em que tive muitas críticas, sinceramente espero puder receber as construtivas porque são elas que vão ajudar-me a fazer melhor,” admite.

A actriz decidiu tirar umas pequenas férias para descansar. Solteira, não descarta a possibilidade de um novo amor e pretende obter formação na área da interpretação para dar continuidade ao seu trabalho.

fonte: sapo.ao

Similar Posts