Vamos estudar… Beyoncé?

0

A obra da cantora ajuda estudantes a entenderam questões de género, raça e sexualidade. Segundo o site BLITZ que entrevistou o professor do curso da Universidade de Rutgers, dos Estados Unidos, que também estuda Bruce Springsteen.
Na Universidade de Rutgers, nos EUA, Beyoncé é objecto de estudo no Departamento de Estudos do Género e da Mulher. O curso “Politizando Beyoncé”, ministrado pelo estudante de doutoramento Kevin Allred, debruça-se sobre questões sobre raça, género e sexualidade através da carreira da musa.

“O que algumas pessoas que criticam não percebem é que o curso não é necessariamente sobre a própria Beyoncé, mas sobre toda a história do pensamento feminista negro. Nós apenas usamos as músicas da cantora como ponto inicial de discussão”, explicou Kevin Allred à BLITZ. Segundo ele, todos as músicas e vídeos da “pop star” podem ser comparados aos textos de intelectuais como Audre Lorde, Octavia E. Butler e Toni Morrison.

“No seu novo álbum [homónimo], as músicas ‘Pretty Hurts e ‘***Flawless’ são particularmente ótimas para discutir questões de género”, afirma ele. Para Kevin, Beyoncé tem muito mais controle sobre a sua personalidade e carreira do que as outras cantoras pop. “Ela criou toda uma história em torno das suas performances – tem personalidades como Sasha Fierce, ou, mais recentemente, Yoncé. Muitas das suas facetas, tanto da vida como da carreira, tornam a artista interessante para investigações”.

Kevin acredita que a cantora deseje discutir questões como as do estudo, mesmo não sendo explícita. “Recentemente, afirmou ser feminista, por isso acredito que ela queira ser mais política”, diz.

O curso existe desde 2010, mas neste ano ganhou especial atenção por conta do grande número de cursos que relacionam o pop com o meio académico nos últimos tempos. Na Universidade de Georgetown, as aulas de Sociologia do Hip Hop são baseadas nas obras de Jay Z, enquanto a própria Rutgers oferece um seminário que analisa a teologia nas músicas de Bruce Springsteen.

Comenta Agora!